Ana Garcia Martins, A Pipoca Mais Doce, ameaçou ontem à noite abandonar o programa Big Brother-Duplo Impacto, caso os concorrentes que tiveram comentários homofóbicos para com Pedro Crispim não fossem chamados à atenção ou sancionados.

"Muitos concorrentes entraram com a missão de fazer dos comentadores culpados de tudo o que fazem dentro da casa. Podem acusar-nos de tudo enquanto comentadores, mas não podem dizer-nos que os julgamos com base na cor, raça ou orientação sexual. Por isso, do lado deles isso também não pode acontecer. e não houver nenhum tipo de sanção, no que me toca a mim isso vai comprometer o meu futuro enquanto comentadora. Se não acontecer nada durante esta semana, provavelmente esta será a última gala em que estarei aqui. É inadmissível que alguém seja julgado por ser homossexual em pleno século XXI. Acho absolutamente vergonhoso. Se não agirem, o programa corre como entenderem, mas eu pessoalmente não tenho interesse em fazer parte", referiu Ana Garcia Martins logo no início da gala.

Teresa Guilherme ficou visivelmente incomodada com a 'ameaça' da influencer e Cláudio Ramos acabou por dizer que não tinha entendido os comentários como homofóbicos. Estas reações dos apresentadores indignaram os espectadores do programa no Twitter, que referiram que estes estavam a tentar abafar um comportamento reprovável.

No final, o Big Brother 'obrigou' Joana Diniz a pedir desculpa a Pedro Crispim.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.